29 de maio de 2016

Já só olhamos

Aquele momento em que os pais dizem: "eu avisei-te..."








9 comentários:

  1. A mamã estava ao télélé...
    Nem o maqueiro foi preciso, felizmente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. e ele já vai tendo alguma experiência em quedas :)

      Eliminar
    2. É a melhor forma para evitar males maiores !
      Não sou apologista de crianças que vivem dento de uma redoma.

      Eliminar
  2. Em minha defesa, eu queria ajudar o pimpolho a levantar-se, mas o pai é que não deixou.

    PS- O Diogo não se magoou e continuou a brimcar :)

    ResponderEliminar
  3. Está muito bem apanhado.
    Obrigado pela partilha!

    ResponderEliminar
  4. Bela sequência! Muito bem apanhado :) Carin, tens que me ensinar a manter essa atitude assim calminha, heheheheh. Eu sempre fui uma stressada com as quedas das minhas filhas, dos meus sobrinhos, etc. Mas admito que o erro era meu...mas não consigo evitar...já a minha irmã é e sempre foi o oposto de mim!
    adorei ver o Diogo a brincar, já tão crescido e cada vez mais lindo.
    Beijinhos para toda a família

    ResponderEliminar
  5. Querida Rute, somos, por natureza, muito descontraídos e tentamos passar essa mesma descontração para o Diogo, como bem se pode ver pelas fotos publicadas. E é engraçado ver como ele próprio também já tem essa mesma atitude - é sempre muito prático e desenrascado :) beijinho****

    ResponderEliminar
  6. Querida Carin, e assim é que se deve levar a vida, com tranquilidade e descontracção e é claro que é isso que vai passar para o Diogo, não duvido nada. Já eu, e contra vontade minha, sou ansiosa por natureza...vou tentando combater este 'bicho chato'. Penso que só a Inês é que foi 'atacada' por este mal...mas em grau menor.
    Como sabes as minhas filhas e os meus sobrinhos têm idades muito próximas e aqui há uns anos atrás eram todos pequeninos...nem imaginas como eram as nossas férias já que sempre fomos todos para os mesmos sítios. quando começaram a andar eu andava sempre atrás deles a ver se não caíam...A minha irmã e as minhas cunhadas fartavam-se de gozar comigo...ainda hoje gozam...;) Depois também tenho uma faceta muito descontraída,por exemplo, quando chegava a hora do almoço ou jantar, às vezes o cansaço era tanto que os sentávamos todos num sofá e era uma colherada a cada um, até acabar aquele prato, depois vinha outro...tudo com a mesma colher. Foi uma fase muito cansativa fisicamente, mas muito gratificante :) As férias eram para eles, para nós pais, uma colónia de férias! Ainda hoje é assim...estou a brincar, agora já não lhes damos a comida à boca, em cadeia, ehehehehe. Mas o resto mantém-se, não passam uns sem os outros e não há alegria maior do que ver que se adoram uns aos outros, valeu a pena o cansaço.
    Olha, aproveitei para 'conversar' contigo um bocadinho :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E há lá coisa melhor que uma família grande e unida como a vossa?! Mãe galinha ou não, fazias e continuas a fazer o que o teu coração de mãe e tia te dizia... e assim deve ser. E quando olhas para eles, aposto que sentes o maior orgulho neles e em ti ;) beijinho grd***

      Eliminar

mimem o Diogo!