26 de janeiro de 2016

de improviso

Para que o Diogo não se aborreça, por vezes, é preciso improvisar. Dessa forma surgiu a pista de corridas feita com fita de papel, daquela de pintor. Acelera "cabeçudo"!




8 comentários:

  1. A pista a sério está algures no continente ,não é? Entretanto vai improvisando.Beijinhos meu doce da vó misa.

    ResponderEliminar
  2. Para que o cabeçudo não se aborreça e o pai tenha descanso ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. e tu achas que o piloto Diogo correu sozinho na pista, não... -_-

      Eliminar
    2. Tens razão! Cada vez mais, quer companhia para brincar, rico filho :)
      Diogo: "Pai, brinca comigo. Podes sentar aqui. Qual é o carro que queres?"
      Pai: "O mustang."
      E felizes e contentes, estiveram os meus meninos enquanto a mãe polícia não chega para pôr ordem na casa.

      Eliminar
  3. Esse circuito é perigosíssimo !!!
    Logo à primeira curva vai ser uma mortandade...
    Já se deram conta ?
    E não vejo ambulâncias por perto, nem os homens da segurança para bem do entusiasmado público.

    Vou participar à FIA !
    Mas agora dei-me conta que os carros estão imobilizados !
    Vou aguardar uns minutos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é uma pista ainda em testes!!! :)

      Eliminar
    2. Amigo João, e se realmente fosse exigido, acredite que não faltam lá em casa carros de polícia, ambulâncias e até sinais de trânsito e bombas de gasolina :)

      Eliminar

mimem o Diogo!